Seguidores

sábado, 22 de dezembro de 2012

D&D4 vs D&D 3.5 - Uma análise de edições



Sei que este assunto já está mais que manjado, mais que batido... está surrado e deveria ser afogado nos abismos profundos do fundo do oceano.... Mas... eu nunca tive uma opinião legítima sobre o tema.

Até que, neste fim de ano, resolvi dedicar-me a "estudar" as regras do Dungeons & Dragons, versão 3.5, aprofundadamente, com interesse em, quem sabe, adquirir a capacidade de mestrá-lo. Devo dizer que, como muitos amigos rpgistas sabem, eu não consigo mestrar nesse sistema. Jogo, se alguém mestrar; gosto, dependendo de quem mestrar; mas não está na minha lista Top Five de sistemas favoritos, devo confessar, exatamente porque, graças à sua complexidade, e eu diria que até pela forma como os manuais são organizados e diagramados, como o texto está escrito, etc., EU NÃO CONSIGO MESTRAR.

Enfim, eu escrevi uma singela análise do sistema 3.5, colocada em comparação com o sistema da 4ª edição, em todas as correspondências, equivalências, diferenças e semelhanças que pude encontrar pela leitura apenas do Livro do Jogador de cada versão. E esta análise é exatamente o que trago para meus leitores nessa postagem, existindo por duas razões: uma, direcionada a jogadores de 3.5 que ainda não experimentaram a 4.0 por conta de falta de informação, ou por terem esbarrado em preconceitos de seu grupo (mas não exatamente seus); duas, para os jogadores que iniciaram sua vida D&Dística na 4ª edição e que querem conhecer a versão anterior do jogo.



Boa leitura! Sintam-se à vontade para comentários e acréscimos!


2 comentários:

darcydettmann disse...

A principal diferença entre os Pontos de Vida da 3.X vs 4e e a curvatura de ganho deles, na 3ª você começa com poucos e ganha mais, na 4e você começa com bem mais, mas ganha bem menos a medida que evolui.

Alem disso perícias "não-aventurescas" foram limadas porque, nem, são "não-aventurescas", geralmente usados por NPCs, alem de poderem ser facilmente cobertas com um testes simples de Atributo vs. CD.

Lembrando que você ainda recebe 1/2 do nível de bônus nesses testes.

Para ser sincero, nunca vi ninguém usar Oficios ou Profissão na minhas mesas, seja de D&D ou M&M, e esse pontos de perícias acabam ficando jogados fora.

Giovane do Monte disse...

Nas mesas dos meus grupos, ter um "background" era padrão dos jogadores. Desse modo, Ofícios e Profissão eram muito comuns. Um passatempo para os personagens. Alguns se reuniam nas tavernas, enquanto outros ficavam em seus lares, oficinas ou laboratórios fazendo algo produtivo :)